VISUALIZAÇÕES

16 novembro 2015

Li e recomendo: Doze anos de escravidão, de Solomon Northup.




SINOPSE



Companhia das Letras lança o livro que deu origem ao filme estrelado por Brad Pitt, Doze anos de escravidão, vencedor do Oscar de melhor filme.

A extraordinária história do violinista Solomon Northup, um negro livre que foi sequestrado e vendido como escravo. Por doze anos ele trabalhou nos campos de algodão na Louisiana até ser libertado em uma batalha judicial.

Considerada a melhor narrativa já escrita sobre um dos períodos mais nebulosos da história americana, Doze anos de escravidão narra a história real de Solomon Northup, um negro livre que, atraído por uma falsa promessa de trabalho, foi sequestrado, drogado e vendido como escravo. Durante os doze anos que se seguiram, ele trabalhou em uma plantação de algodão na Louisiana.

Depois de liberto, Northup publicou o relato contundente de sua história, que se tornou um best-seller imediato. Hoje, 160 anos após a primeira edição, Doze anos de escravidão é reconhecido como uma narrativa de qualidades excepcionais. Para a crítica, o caráter especial do livro deve-se ao fato de o autor ter sido um homem culto que viveu duas vidas opostas, primeiro como cidadão livre e depois como escravo.


"O livro nos encantou: a dimensão épica, o detalhamento, a aventura, o horror, a humanidade. Lia-se como um roteiro de cinema, pronto para ser filmado. Eu não podia acreditar que nunca ouvira falar nele. Pareceu-me tão importante quanto O diário de Anne Frank, só que publicado quase cem anos antes.”
Steve McQueen, diretor do filme “12 anos de escravidão”

“12 anos[...], dirigido pelo britânico Steve McQueen (Shame), é o melhor filme de Hollywood, e o mais necessário, em muitos anos.”
Folha de S.Paulo