VISUALIZAÇÕES

18 janeiro 2016

Poema: "A rua diferente", de Carlos Drummond de Andrade.

A RUA DIFERENTE

Na minha rua estão cortando árvores
botando trilhos
construindo casas.

Minha rua acordou mudada.
Os vizinhos não se conformam.
Eles não sabem que a vida
tem dessas exigências brutas.

Só minha filha goza o espetáculo
e se diverte com os andaimes,
a luz da solda autógena
e o cimento escorrendo nas fôrmas.


(Alguma poesia (1930), de Carlos Drummond de Andrade.)